noticias

Stanton Chase HR Survey 2016 - Resultados

há 61 semanas

Resultados do inquérito HR Survey 2016(HR-Survey-2016) os resultados do inquérito recentemente efetuado aos gestores de equipas de Recursos Humanos (RH) do mercado Português sobre os principais desafios que enfrentam, as suas previsões de evolução e as suas principais áreas de preocupação e intervenção.

Esta primeira edição do “HR Survey” (realizamos há 5 anos um inquérito similar aos CEOs) decorreu no segundo trimestre do corrente ano, obtivemos um pouco mais de 300 respostas válidas, das quais é possível tirar algumas conclusões interessantes, que realçamos:

  • Os resultados dos “RHs” estão, em geral, muito alinhados com os dos CEOs, o que parece demonstrar alguma sintonia na análise das situações e nas soluções defendidas.
     
  • 53% dos gestores RH (49% no caso dos CEOs) consideram que a principal estratégia de negócio para o corrente ano é “Expansão” e 68% têm uma visão otimista (CEOs - 83%) da evolução dos seus negócios nos próximos dois anos.
     
  • As competências mais valorizadas na seleção são a orientação para clientes e resultados (62%), as técnicas (48%) e a capacidade de concretização (39%). No caso dos CEOs, para além da orientação para resultados e para clientes, surge a visão estratégica (35%)
     
  • Os fatores que mais podem contribuir para o sucesso profissional dum gestor de RH são a capacidade de liderança (76%), a capacidade de gestão (55%) e o reforço das competências de coaching e mentoring. Os CEOs, de forma mais pragmática, valorizam mais aspetos como a experiência internacional, o domínio das soft skills e a rede de contactos.
     
  •  As principais dificuldades na gestão de pessoas são, para os gestores de RH, a criação duma cultura de negócio (48%), o alinhamento das pessoas com os objetivos organizacionais (48%) e a atração de talentos (40%). Para os CEOs as dificuldades são a atração dos talentos certos, o focus nos resultados e motivação das pessoas.
     
  • Os principais desafios que os profissionais de RH pensam vir a enfrentar são os novos modelos de trabalho (63%), a gestão de diferentes gerações (44%) e a escassez de talentos (38%).
     
  • Já as áreas em que se irão focar mais são o “assessment” / gestão interna de talentos (47%), a formação (47%) e o employer branding (35%).
     
  • 69% dos RHs defendem que a gestão do capital humano tem vindo a “ser cada vez mais importante” e 62 % defende que o gestor de RH Português tem um “bom” nível de competências (52% no caso dos CEOs / líderes executivos).
     
  • Sobre os aspetos mais fortes do gestor RH Português, as respostas são o domínio técnico (55%), a dedicação (48%) e a flexibilidade (41%), o que compara com 67% em dedicação, 63% em flexibilidade e 55% em resiliência no caso da opinião dos CEOs sobre os gestores nacionais. 
Comentário de um visitante anónimo:
cabrão


2017-03-07 13:53:36
Comentário de um visitante anónimo:
cabrão


2017-03-07 13:53:57
Comentário de AeasewsHen:
By dealing together both of you can address problems of self-esteem and mutual trust. Core maca from your supplier energetix can be an herb that tests quite nicely for assorted males.

2017-08-10 19:16:53
Deixe o seu comentário:

A sua identificação:
Nome:
Email:

ULTIMOS POSTS
 
ARQUIVO